Principais Minerais

Conheça os principais minerais que compõem a Água Mineral Cristal Azul:

A variedade e a quantidade (concentração) de minerais de uma água mineral é determinada pelo contato que ela tem com as rochas do subsolo; ou seja, com os minerais em estado sólido encontrados nas pedras subterrâneas.

A fonte de onde provém a Água Mineral Cristal Azul tem 102 metros de profundidade, sendo 96 metros de pura rocha. É por isso que ela possui tantos minerais em sua composição e em concentrações ideais.

Não se esqueça: a Água Mineral Cristal Azul não passa por nenhum processo de mineralização ou de desmineralização artificial, sendo naturais todas as suas características e propriedades.

VANÁDIO

O principal componente que torna a Água Mineral Cristal Azul especial e diferenciada é o mineral Vanádio. O nome desse mineral foi dado em homenagem à deusa da beleza na mitologia Escandinava “Vanadis”, inclusive porque se atribuiu a ele propriedades de melhora da pele e, consequentemente, da aparência/beleza.

Estudos recentes demonstram a bem sucedida utilização de compostos de vanádio para tratamento de alguns tipos de câncer, tendo sido os resultados altamente promissores, sendo que nos testes com ratos e camundongos constatou-se a inibição irreversível da proliferação das células malignas 1.

O vanádio tem importante ação inibindo a síntese de colesterol, evitando a deposição de gorduras nas paredes das artérias, prevenindo ataques cardíacos e isquemia cerebral 2.

Desde 1990, novos compostos de vanádio, na forma de complexos, têm sido estudados para o tratamento de diabetes. Esses estudos estão em andamento em ensaios clínicos em seres humanos. Além disso, estudos em humanos com “vanadatos” têm demonstrado que compostos de vanádio podem ser ingeridos por via oral e são muito eficientes 3.

Compostos de vanádio têm sido testados também junto com suplementos nutricionais em alimentos para melhorar o desempenho de atletas e fortalecimento da musculatura.
A concentração de vanádio na água Mineral Cristal Azul é de 0,40mg/l, uma das maiores concentrações já encontradas.

Mas não basta ter o vanádio, o que torna a água Mineral Cristal Azul excepcional é a perfeita combinação com os demais minerais/oligoelementos.

LÍTIO

O lítio é um componente importante em medicações para tratamento de doenças psiquiátricas, como a depressão. Algumas regiões dos EUA com aumento de lítio na água apresentam incidência menor de doenças cardíacas e asterosclerose e também um menor número de internações psiquiátricas 4.

Estudos realizados na Universidade de São Paulo (USP) reforçaram as evidências de que o lítio, amplamente utilizado no tratamento de transtorno bipolar, pode ter um efeito protetor contra o aparecimento da doença de Alzheimer.

A pesquisa, que teve seus resultados publicados em 2011 na revista British Journal of Psychiatry , foi conduzida por Orestes Forlenza, do Laboratório de Neurociências do Instituto de Psiquiatria (Ipq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. Forlenza apresentou os resultados em São Paulo durante o Brazil-Canada Prion Science Workshop 2012, realizado em março pelo Hospital A.C. Camargo.

O trabalho é resultado do Projeto Temático “Neurobiologia da doença de Alzheimer: marcadores de risco, prognóstico e resposta terapêutica”, iniciado em 2010 e financiado pela FAPESP e coordenado por Wagner Gattaz, também do Ipq.

De acordo com Forlenza, o experimento foi realizado com idosos com comprometimento cognitivo leve. Os resultados demonstram a relevância clínica da aplicação de baixas doses de lítio em pacientes que ainda não atingiram a fase demencial da doença de Alzheimer, reforçando a hipótese de que o medicamento possa ser utilizado na prevenção do problema.

“Os pacientes que receberam lítio não apenas ficaram mais estáveis clinicamente, do ponto de vista funcional e cognitivo, como tiveram menos deterioração de memória e de funções cognitivas”, disse Forlenza 5.

Esse também é outro mineral que não é encontrado em outras águas – olhe nos rótulos! É mais uma das preciosidades da Cristal Azul!

MAGNÉSIO

O magnésio participa da regulação do equilíbrio nervoso, atuando como um ansiolítico (anti-stress). Sua função principal é ligada ao perfeito funcionamento dos glóbulos brancos, os quais são responsáveis pela destruição dos micróbios nocivos ao organismo.
O magnésio é um dos minerais essenciais para a regeneração celular, e é utilizado em mais de 350 reações enzimáticas no organismo, mais do que qualquer outro mineral. Ao lado de oxigênio e iodo, o magnésio é o terceiro elemento mais importante para sustentar a vida, assim como para reverter as doenças e o envelhecimento.

O magnésio é um mineral calmante para relaxar os músculos, relaxar as artérias e nervos excitados, enquanto o cálcio contrai os músculos. O magnésio é rapidamente utilizado pelas glândulas supra-renais em momentos de stress. O magnésio mantém o potencial elétrico (voltagem) através da membrana dos nervos e músculos e aumenta a capacidade das células brancas do sangue para combater as infecções em 300%.

O corpo não retém o magnésio como faz com o cálcio. O magnésio é excretado como resultado de alto estresse, ingestão de açúcar, cafeína, álcool, diarréia, e dietas ricas em proteínas e frutas.

Quando se trata da cura e da própria vida, depois da água que bebemos e do ar que respiramos, o magnésio faz jus a sua importância como o mineral do milagre que pode salvar-nos em época de extrema necessidade. Chamado de “mineral da bela” pelos chineses antigos, sua beleza é vista no poder de cura absoluta que ele contém. É nada menos que um mineral milagroso. Ele tem a chave para centenas de reações enzimáticas essenciais e os processos celulares. Cloreto de Magnésio, quando fornecidos em quantidades suficientes, pode melhorar a fisiologia celular de uma forma muito poderosa.

Poucos sabem que o Cloreto de Magnésio é um impressionante lutador contra infecção e ainda menos sabem que uma forma eficiente para fornecer magnésio ptara todas as células é feita por meio transdérmico (Isso aconteceria naturalmente se passamos horas por dia de banho no mar) 6.

BICABORNATO

O bicarbonato está presente em todos os órgãos e fluidos biológicos, atuando para manter um equilíbrio de pH adequado no corpo. O estômago secreta, naturalmente, bicarbonato para ajudar na digestão. A simples mistura de bicarbonato e água pode acalmar dores de estômago causadas pela produção de ácido em excesso.

ESTRÔNCIO

O estrôncio é um mineral abundante na terra e na água do mar. Tem composição química semelhante à do cálcio, assumindo funções idênticas no organismo, em benefício dos ossos e dentes. Além disso, o estrôncio também auxilia na retenção do cálcio pelos tecidos, favorecendo a sua absorção.

POTÁSSIO

O potássio tem função importante nas contrações musculares (notadamente nos batimentos cardíacos) e na transmissão de fluxos nervosos. A carência de potássio provoca fraqueza generalizada, fadiga física e intelectual, além de perturbações no ritmo cardíaco.

O potássio é um elemento, e um eletrólito, essencial para o crescimento e manutenção corporal. Ele é necessário para a manutenção do equilíbrio hídrico entre as células e os fluídos corporais, e também desempenha papel fundamental na resposta nervosa a estímulos na contração muscular.

A distribuição do potássio é associada com a remoção ativa de sódio do interior das células, mantida por uma bomba sódio-potássio dependente de energia (Na+ , K+ -ATPase) presente nas membranas celulares 7.

CÁLCIO

O cálcio é conhecido por todos como um mineral importante na formação/manutenção óssea, participando, ainda, de inúmeras reações intracelulares, sendo importante coadjuvante no processo de coagulação sanguínea. A carência de cálcio pode provocar osteoporose, raquitismo, palpitações, cáries dentárias nas crianças e dificuldades musculares.

SÓDIO

O sódio participa ativamente no funcionamento dos tecidos humanos, sendo um dos principais componentes minerais do líquido extracelular. O sódio representa um papel importante na transmissão dos fluxos nervosos, principalmente na articulação entre nervos e músculos. A carência de sódio causa fraqueza muscular, perturbações neurológicas, desidratação e insuficiência renal.

O sódio tem sido malignizado injustamente como o culpado da hipertensão arterial. Isto é um mal-entendido sobre como o corpo funciona. Não é o sódio só por si que causa os problemas relacionados com a tensão arterial, mas sim a relação do sódio com os minerais potássio e magnésio, e como eles regulam o nível de fluidos dentro e fora das nossas células, bem como no sangue 8.

A Água Mineral Cristal Azul possui naturalmente, em sua composição, os dois minerais responsáveis pela regulação do sódio no organismo, o potássio e o magnésio, que colaboram como fonte regulatória dos líquidos corporais.


Fonte:
1 Efeitos do vanádio no câncer: indução de apoptose e inibição da proliferação celular maligna Prof. Dr. José de Felippe Junior. http://www.medicinacomplementar.com.br/biblioteca_doencas_vanadio.asp
2 http://www.medicinageriatrica.com.br/tag/vanadio/
3 Compostos de Vanádio e suas Aplicações na Medicina. Publicado em 29/05/2014. Maria Rita Olivati Estevam Alves, bolsista de IC do grupo Quimmera – Uniara. Filipe B. Payolla é aluno de mestrado do IQ-Unesp. Prof. Dr. Antonio Carlos Massabni é orientador da bolsa de IC – grupo Quimmera – Uniara.http://www.uniara.com.br/noticias/?n=36640.
4 http://asomed.webnode.com.br/arsenal-da-ortomolecular/minerais/
5 http://agencia.fapesp.br/estudos_reforcam_relevancia_clinica_do_litio_contra_alzheimer/15408/
6 http://saudetotal1.blogspot.com.br/p/destaques.html
7 http://www.ufrgs.br/lacvet/restrito/pdf/calemia_conrado.pdf
8 http://anti-envelhecimento.blogs.sapo.pt/257912.html